sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Da série: respostas de email

.
Carlos eu gostaria de pedir q vc não me enviasse mais esse email preconceituosos, cheios de maldade e sem aquilo q vcs tem mania de chamar de amor.
Me desculpe. Mas essa é uma das atitudes q no inicio me levaram a sair da igreja e com o tempo me levaram a concordar com Nietzche qdo disse q Deus está morto.
Se o seu Deus é assim tão limitado então ele morreu antes de eu ou o filosofo percebermos,
pq,
Casamento não é o que vc então considera.
Casamento são seus direitos civis respeitados.
Eu também assisti a respostagem do Serra e só discordo dele quando ele diz que casamento tem q ser discutido com as igrejas,
As igrejas tinham q tentar ajudar as pessoas, e nao condena-las, pq acredite, nos 24 anos que permaneci em igrejas em li mto a biblia e sei bem q isso nao cabe a pessoa nenhuma.
Casamento é direito civil. É aquilo que a constituição dá por direito a cada brasileiro, e que crente ignorante nenhum tem direito de roubar de duas pessoas só porque nao consegue conviver com as diferenças.
Então por favor,
Limite seu preconceito a pessoas que pensam como você.
Eu ainda pretendo ser dama de honra no casamento de dois grandes amigos meus, onde os dois entrarão de noivo.
E na vida de casado deles observo tudo aquilo que nunca vi homens q se diziam dedeus fazerem: respeito, afeto, dignidade, pagar contas em dia, e todas aquelas outras coisas que depois q desisti de procurar na igreja, percebi que quem está fora desse clubinho baixo e sujo de vocês têm sobrando, enquanto vocês os excluem.
Espero pessoalmente que um dia os preconceitos de vcs sejam denunciados e que uma boa meia duzia de vocês vá pra cadeia, assim aprende que junto com os direitos civis a constituição nos garante outras coisas, que nao vou me dar o trabalho de escrever,
pare de ler esse conto de fadas falido de capa preta que vcs tanto leem e vá ler a constituiçao, aproveita e lê o código civil, e vc vai ver que encaminar esse tipo de email é pedir pra ser preso.

Att.Damaris

7 comentários:

Bruninha disse...

Puxa vida, acho que você já foi muito melhor entendedora.
Não vi esse email como um tipo de preconceito ao casamento gay ou coisa parecida. Mas sim como uma questão meramente politica. Que da mesma forma, os critãos moralistas também caiam em cima dele agora, já que quando ela declarou coisa semelhante quase foi exorcizada.
Não sou defensora nem de um nem de outro, mas acho uma puta falta de sacanagem um ser apedrejado e o outro aclamado pela mesma declaração.

• Bruna Matos! disse...

Você foi citado no Blog 'Atal da Buh' e o autor pediu que você leia o texto.
Qualquer dúvida entre em contato com o autor (Eu).
Abraços,
Aguardo sua visita.
Beijão, bom fim de semana.
:D

Maris Morgenstern disse...

Zia
sinto sua falta

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Maris, minha querida mestra da alegria. Nenhum preconceito é bom. Cada um tem direitos e deveres e deve cuidar primeiro da própria vida. Portanto, fique fria e deixe o mundo com suas loucuras e verdades. Nossas vidas valem mais do que essas percepções. Cada um com seu credo e cada um com seu respeito, né? A única coisa certa é que durante essa vida só colheremos o que plantarmos. Então vamos caprichar!

Uma beijoca com muito carinho.
Manoel.

Maria Rita disse...

Salve a liberdade, inclusive religiosa [ou não], desde que cada um respeite o seu "cada um".
Perfeito o seu texto, e só pra constar...tb quero ser dama de honra de um casal de "noivos" que amo muito.

Adorei por aqui e por certo voltarei.

Beijos pra Ti

Ludmilla disse...

Casamento é direito civil. Liberdade em estar junto por vontade e não ser presa. A Igreja tem o dever de ajudar eñão de condenar, se não ainda estariamos pagando moedas de ouro para entrar no ceu ou tirar alguem do inferno subindo milhares de degraus para pagar nossos erros. Saudade, Abraço.

Thita disse...

Escreveu muito bem...
Eu tenho pavor de preconceito.
Parabéns pelo texto!