sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Raios e trovões

.
Ela virou-se decidida a ir embora
Ele,
segurou-a pelo braço, quase com força.
- Eu te amo.
Por um segundo ela quiz fugir
Por outro segundo ela cogitou chorar
Mais um segundo e ela quiz abraça-lo
Por fim
Um a um, soltou os dedos que
firmemente ainda prendiam-lhe
aproximou-se dele
beijou-lhe a face,
(de um jeito só deles)
e despediu-se:
- É pouco.

5 comentários:

Daiane disse...

segundooooos de raioos e trovõoes ;D

Ana Paula disse...

É pooooouco. Mulher arretada essa!
Tá certo ... realmente está!
Beijo querida!

• Bruna Matos! disse...

"Atitudes, não só palavras".
Gostei dessa garota! rs.
Realmente, impactante o nanoconto.
Parabéns Maris.
Beijo, bom fds.
^^

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Maris, a Bruna é muito fôfa, né? Adorei o "nanoconto" dito por ela.
Bem, afinal o importante é dizer que o "nanoconto" foi muito legal. Só resta saber quem é essa menina da postagem.
- É pouco???!!!
Muitos beijos com carinho.
Manoel.

Eu não tenho conserto disse...

"é pouco"
Gosto de gente que não se contenta com "pouco". A vida tem muito mais a oferecer do que o "pouco".
bjissimossssssssssss