terça-feira, 20 de outubro de 2009

3 Histórias de um mesmo fracasso - Pára o mundo que eu quero descer

Sabe aquelas conclusões diárias que a gente tira na vida, que se vê crescendo, amadurecendo e as vezes endurecendo? Elas são assim meio empíricas né, se não for em situação extrema não tem com saber se você amadureceu mesmo.
Pois hoje eu posso dizer cheia de orgulho
AMADURECI
poisé, com o trabalho de alguns meses diluído num resultado negativo, em outras ocasiões eu teria me desesperado. A cinco anos atrás pra termos lá uma comparação, eu teria chorado uma semana, me enfiado no quarto e pedido pro mundo parar que eu queria descer (alias eu fiz isso, só subi de volta no mundo no começo do ano passado) teria me afundado, enfim, me acabado.
Hoje posso dizer que ainda não sei lidar com a revolta que se instalou, nem com esse sentimento de que é uma injustiça, mas quanto à tristeza, essa durou uns 20 minutos. Depois cabeça erguida que a vida prossegue e o mundo nao para pra eu refazer meu coração. Nem eu me acabar ou me afundar pode modificar o resultado.
é isso, vida adulta, aí vou eu!!!

5 comentários:

airlon disse...

parafraseando Biquini Cavadão:

'bem vindo ao mundo adulto anos 90!'

bjo, saudações musicais...

APS

Paula disse...

hehehehe, que bacana! fico feliz em saber que o que te afligiria ha 5 anos, ja n ocorre agora ... e espero que não tenha ganho tantos problemas a mais por conta da maturidade...
embora, bem ... que vem a vida, os problemas que a acompanham, mas também a beleza que é sempre trazida!
beijos!

Andrea Mari disse...

Maris,a respeito de se revoltar com injustiça isso eh quase brigar com valores, e acho valido,a gente inclusive aprende a se revoltar melhor...hahahah agora eh maturidade sim a gente levantar a poeira e dar a volta por cima ou procurar solucoes inves de chorar, parabens por se conhecer mais, e escrever sobre esta vitoria tao importante,e a respeito de se conhecer mais e mais isso sera para sempre!!!!mil bjossssssss

Denise disse...

Isso ,passe rimel e bata as pestanas em sorriso de olhos,passe um batom vermelho e não se esqueça dos saltos .Saia mesmo pra VIDA adulta,grande estreia na maturidade para vc e se fossemos de teatro eu diria (quebre a perna) e se permita ser criança (as vezes)

SAUDADONAAAAAAAAAAAAAAAAAA do cê

Daiane Pereira disse...

Muito legal esse texto e que bom que vc ja consegue fazer isso eu ainda não perco dias querendo descer e me afundando depois me levanto mais forte mais eu um dia quero ter isso ser tão forte que nada nada mesmo consiga derrubar...

Beijos