quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Para amar Janeiro

.
Janeiro começou como todos os janeiros, prometendo ser igual, esquecível, e fadado ao fracasso do sempre igual, aquela cara de meio de férias, todos viajando menos eu.

No começo de janeiro, eu odiava a ideia de trabalhar no viva o verão
No começo de Janeiro, eu nem ia muito com a cara da Marcela
No começo de Janeiro, eu me entendia pra sempre apaixonada por alguém ai...

Mas, janeiro se mostrou uma rotina deliciosa de um mês único.

Em janeiro.
Eu trabalhei todos os domingos e dormi até tarde em todas as segundas.
Eu acordava vinte pra sete pra tomar café direito todos os dias.

Em janeiro, choveu todas as terças pela manhã,
eu pintei umas trezentas rosas na cara da criançada e nos ultimos dias tinha vontade de fazer as pétalas com estilete.
Aprendi a desenhar dragões e todos os símbolos de todos os times do mundo.

Em janeiro, eu acordei as seis da manhã todos os sábados.
Pra assistir Heroes, e fica sem entender nada até o meio dia.
Em janeiro eu dei aulas vip no inglês tendo heroes como tema.

Em janeiro eu gastei 4 latas de desodorante
Eu gastei dois protetor solar, e meio.
em janeiro eu ganhei tenis novo

Em janeiro éramos quatro amigas e um jeans viajante
sem o jeans.

Em janeiro, todo dia as sete da manhã, eu retocava o desodorante pela terceira vez antes de sair
e o protetor solar pela terceira vez, quando chegava lá

Eu prendi o cabelo dia primeiro de janeiro
Só soltei em fevereiro.

Em Janeiro, eu fiz uma nova amiga,
e dizem que depois dos vinte e cinco anos não se faz mais amigos,
só se perde/conserva os velhos.

Em janeiro eu fui pra uma festa, e nem posso aqui contar quando havia sido a ultima
eu nem lembro

Em janeiro,
eu usei o mesmo brinco todos os dias
o mesmo uniforme todos os dias.
a unha curta,
o cabelo preso.

Em janeiro,
eu descobri, uma rotina com dia e hora pra acabar
amigos pra sempre guardar
e como usar o que prometia ser o pior mês,
pra "ele" eu superar.

7 comentários:

anakelfer disse...

Que lindo esse texto ...

Ju Fuzetto disse...

Flor
Que lindo texto!!

Em janeiro decidi que em Fevereiro faria tudo diferente...

beijo

Carol disse...

Para amar janeiro é preciso ter sensibilidade!
Vou abrir mais os olhos e tentar apaixonar-me por fevereiro.... e se março der uma chance, pego ele também!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Maris, esse texto é tão lindo que dá vontade de imprimir e sair na rua andando, lendo e recitando (bem alto) para todo mundo ver e ouvir que ainda existe um alguém que tem a sensibilidade de observar que a vida é bela. Maris, um beijo com muito carinho e felicidade por ter conhecido seu blog em janeiro. Manoel.

Simone P. Cardoso disse...

Oi Maris,

Que lindo esse post. É muito emocionante, que é para ser lido e relido! (o que farei é claro)

Beijocas

Francisco disse...

Maris!
Seu texto me deixou pensativo.
Mal saí de um Janeiro, e estou com saudades dele. Foi único em minha vida...!
Que venha fevereiro!
Beijos!

Barbara disse...

De repente, pode ser melhor mesmo não pôr expectativas nem boas nem ruins a respeito de nada...
Mas janeiro te foi desafiante pelo que li e isso é motivador.