sábado, 28 de novembro de 2009

Pronomes

.
Cansei. E me irrita sentir que não somos plural.
Não há nós nem quando somos só nós dois.
Menos ainda quando as mãos se afastam, sobram os ouvidos, mas nunca os olhos. Os olhos não se encontram. Nunca.
E nessa falta de nós, eu me sinto num relacionamento à distancia.
Com você que está tão perto. Mas sempre se faz tão longe.

Eu preferia a morte.
Não a minha que não sou besta.
A dela.
Confesso que o que eu quero mesmo é resultados rápidos.
Respostas certas sem pensar.
E soluções a jato.

Entre a minha dor e a sua eu prefiro a que dói menos.
A que dói menos em mim.

E sabe o pior, é que essa é a minha própria dor.
Já que me dói te ver sofrendo, e dói ainda mais saber que não é por mim.

Mas sabe disso tudo o pior.
É que as vezes que queria que o nós não te envolvesse.
Mas acho que é pura birra,
já que tanto do seu nós não tem nada a ver comigo.

E eu me pergunto, e eles?
aquele que você me ensinou a esquecer,
aquele que ficou em outro continente,
aquela que não te deixa ir.
Será que um dia os esqueceremos?
Será que um dia eles pararão de atrapalhar nossos pronomes?
Será que um dia deixarão de ser parte dos nossos pronomes?

2 comentários:

Belle disse...

Tá na hora de partir para outros pensamentos, né!!!
Desse jeito vc só vai se frustrar e se fechar p/ novos acontecimentos!!!
Seja mais vc, Maris.
Bjossssssssssss ;)

worldstory disse...

freedowload

thanks you