sábado, 24 de abril de 2010

Confissão em duas linhas

.
Agora eu aprendi.
Todos os Fernandos são casados. Todos.

7 comentários:

Fabrício Santiago disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através Um Lugar ao Sol Perto do Vento, da Ju Fuzetto. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é um abuso da minha parte te mandar essa propaganda control c control v, mas quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


Abraços

http://narroterapia.blogspot.com/

Carol Lina disse...

Huahuahuahuahua
Só posso mesmo é concordar!

Francisco disse...

E de Fernando em Fernando...
"alguém" vai se ferrando!! rsrs

Beijão, garota!

Vivian disse...

...até o Pessoa?

aquele poeta maior?!

rsrs

aquele pelo menos se era
casado, sabia fazer poesias...

bj

Bruninha disse...

.. e safado!

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Maris, kkkkk! Poucas linhas com muito aprendizado. Para o momento, concordo, mas conforme a cabeça for esfriando, perceberá que:
"Nem todos..."

Beijocas investigativas.

Manoel.

Robson Schneider disse...

hahahahaha as Fernandas tb?