domingo, 4 de abril de 2010

rebatedores de discurso...

.
Àquela "zinha" não por gentileza. Tenho educação superior. Dois cursos feitos com louvor.
Nem fale que sentiu nele meu perfume barato. Uso Lacoste. Original e bastante caro.
Nem aquela boba que ele desvirtuou. Ele não é isso tudo, apesar de um dia eu ter achado que era, e eu sempre soube o que procurava.
Uma idiota a procura de uma aventura, não por favor. Aventuras tive muitas. E no geral eram mais interessantes.
Uma aventureira que só te usou para chegar mais longe. Quase minha querida, agora você quase achou uma descrição. Mas combinemos, ele nunca te levou muito longe, fique tranquila. Nem a mim.
Uma mulherzinha sem escrupulos nem coração. Ah, errou de novo. Se eu não tivesses escrupulos teria feito o que meu coração madava.
Uma burra que caiu no seu papo. De jeito nenhum. Tudo meticulosamente planejado. Exceto claro me apaixonar.
Esse cabelo que você encontrou na roupa dele é cuidadosamente hidratado e alisado com a máxima frequencia possivel. Salvo semanas de chuva.
Essa música que hoje ele houve olhando para o infinito, sim minha querida, ele pensa em mim. E a música é de mais alto nível. Ouça. Talvez te adicione algo.
Caça-marido? Vire essa boca pra lá. Essa é você. Eu caço as emoções mais fortes que a vida possa me dar.
Posso te ajudar? Eu tentaria usar algo assim pra descrever esse alguém que você tenta imaginar. Uma aventureira, sem porto, lenço ou documentos.
Uma loira de cabelos bem cuidados, perfumes caros, e o relógio dele no pulso.
Um gênio preguissoso. Ela seria o que imaginasse, mas prefere ser pouco. Sendo esse pouco ela já é mais que você pode acompanhar, imagine se puder, se ela usasse todo seu potencial.
Uma adoradora da boa música, descobridora de bandas e filmes.
Uma louca alucinada por novidade, que muda a vida se acorda com um humor novo, ou que dá meia volta se acha que deveria.
Adoradora do oceano. Quanto mais profundo melhor.
Admiradora da noite e suas sombras.
Alguém que está além do alcance das mãos dele.
Então não se preocupe nem derrame suas lágrimas. Ela pensa que está apaixonada por ele. Mas no final, o coração dela continua naquele lugar onde ele, tão assim, provinciano... jamais alcançará.
Ela logo deixa de ser ameaça. Aproveite esse momento então. Arrume alguém você também. Repique o cabelo, e nunca o deixe a ver ser rimel.



(de 27 de julho de 2009, por alguma razão só hoje publicado)

7 comentários:

Celamar Maione disse...

O bom da vida é poder se renovar todos os dias....

Feliz Páscoa!

Beijão

Daiane P. disse...

noossa que tuudo isso ai sempre fico de boca aberta como vc descreve tudo que se passa contigo ... muito bom mesmoo vou até salvar aqui rsrs

[]s

Carol Lina disse...

E laia! Sabe que não pensei em você lendo este texto? Imaginei-me amante, escrevendo estas linhas! hehehe

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Maris, não vou comentar sobre o impacto do infortúnio, mas adorei as suas colocações. Muito bem feitas e bastante em alta. Beijocas carinhosas. Manoel.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Bem, este me custa a comentar.

Carol Lina disse...

Fui desafiada... O prazo acabou, então, vamos lá!
*
*
Abstract: O presente trabalho consiste numa análise da relação extraconjugal entre homens e mulheres. O trabalho de campo foi realizado em uma sala de bate-papo na internet. Os encontros foram fictícios, mas as conclusões a que me levaram foram verdadeiras.
*
*

Prezada... Bem, se eu sou a amante, isso faz de você a amada.

Então,

Prezada amada, preciso dizer-lhe que entre nós há apenas o seu marido.
Nos encontramos um dia profissionalmente, mas não me entenda mal, não sou o que está pensando. Precisamos trocar telefones e nossas conversas em poucos dias foram ficando mais pessoais.
Papai e mamãe, colega? Assim não dá. Ou melhor, não dê! Eu fiquei comovida com a história. Princípios religiosos, eu sei... Mas, não que eu seja uma profunda conhecedora da Bíblia, eu nunca soube do fato de em algum lugar da escritura sagrada constar que homens e mulheres, especialmente aqueles que vivem o sacramento do matrimônio, alguma restrição com relação à posições.
Por outro lado, te compreendo. Ele não é tão bom assim. Bem na verdade, ele não é nada bom. Nem bom de papo, nem de cama, nem de nada. Não passamos da primeira vez porque ele não mereceu nem a primeira. Em 10 anos de casamento, um homem quando sabe fazer direitinho o trabalho do dia-a-dia, pode conseguir maravilhas.
Conversei com mulheres traídas, com homens que traem, com amantes. Concluí, então, que um homem que não consegue conquistar a própria esposa, não merece ter em sua vida qualquer outra mulher - seja para um relacionamento “sério, mas extraconjugal”, como um deles me descreveu, ou para uma noite de teste do kamassutra.
Eu dei a ele alguns conselhos. Mas você precisa ajudar. Portanto, por favor, esteja aberta a novas possibilidades. Não se preocupe, pode ter certeza que seu marido é incapaz de um adultério, não por falta de vontade, mas por falta de talento.

With my best regards,

A (quase ou ex) amante

Maris Morgenstern disse...

É por essas e outras que sou sua fã