segunda-feira, 19 de abril de 2010

Todo mundo tem seu preço

.
Do-lhe uma, do-lhe duas, do-lhe três!
Vendida para o patroleiro à minha direita a troco de banana!

2 comentários:

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Maris, kkkkk! Você é demais.
Se eu me colocar em leilão, vão achar que a banana está muito cara para compensar esse produto aquí, kkk!
Beijocas alegres e carinhosas.
Manoel.

Renê Alberto disse...

TODO MUNDO TEM SEU PREÇO
Qual a mãe tradicional, responsável não passou esse dito moral aos seus filhos?
O preço é função dos valores apreendidos, e da prostituiçâo à ausência dessess valores.
Osmany e Pitanguy, apesar da similaridade profissional, da riqueza monetária, diferem nos valores
apreendidos, o que leva um à excelência moral, e outro à degradação total.
Dessa base construimos, inconscientemente. nossa fortaleza moral.
O inverso nos leva à prostituição moral cínica
René de Olaria