quinta-feira, 29 de abril de 2010

Anna Julia, Marcela, Formatura

.
Eu sei que vou apanhar por dizer isso, mas, andei pensando: acho que se não fossem a Anna Julia, a Marcela e a comissão de formatura eu teria me entregado pros paraguaios tem tempo já.
Não que Ana, Vine, Jão e Zia não sejam meu chão. Não que Marcelo e Henrique não sejam minhas paredes, ou minha familia meu teto...
Mas, mas... eu precisava delas...
A Anna Julia foi a melhor pessoa que poderia aparecer naquela turma pra mim. Eu tremi na base em voltar pra publicidade, o primeiro ano que voltei pro curso eu simplesmente evitei me permitir conhecer e ser conhecida. Mas apesar de todos os meus evitares conheci-a. Ano passado nos aproximamos tanto que hoje já somos tipo dupla dinâmica, nomes sempre citados juntos sabe.
As vezes me assusto com o quanto ela consegue ser talentosa, um furo num papel virou a melhor charge de uma colega que eu poderia imaginar. Sem contar que ela assistiu à minha apresentação de todos os vídeos da Stefhany, e minha indignação quanto à decepção do ultimo clipe.
É minha assessora de ABNT, conhecimentos cinemísticos, e ainda vamos fazer juntas a segunda etapa do TCC.
Ela, ainda resolveu fazer uma matéria isolada em arte. Aí, todas as sextas-feiras eu assisto essa figuraça olha pra "ele" igual a menininha da novela olhava pra personagem da Thaís Araújo: com aquela cara de eu sei o que você fez com o bonitão e que seu marido não sabe... Mas a cara dela é mais do tipo: seu filho da puta, eu sei o que você fez no verão passado, e não perdoo você.
A Marcela é outra que veio pra salvar meu ano. Primeiro trabalhamos juntas no viva o verão. E vai saber, se naquela semana que a Mariana se foi, se ela não estivesse por perto como eu teria chegado à semana seguinte...
Agora, a Tchela estuda comigo. Ela é a equivalente na arte a mim na publicidade, está no curso desde sempre, eu jubilaria esse ano, ela ano que vem. Então agora ela faz umas três matérias, e se não fosse por ela não sei como eu teria conseguido finalmente me livrar dos cavalos bardosos que quase me fizeram trancar o curso. Essa semana, sabe quando você precisa contar algo pra alguém; se não fosse pela Tchella pra quem eu contaria?
Isso sem contar que é ela que vai ser minha orientadora no estágio na arte. (coisas que só quem faz estágio em ensino da arte consegue explicar/entender)
Convido e reconvido ela pra minha formatura todas as semanas. Ela é dessas pessoas que é como se você conhecesse a vida inteira sabe.
Tendo a Anna Julia pra segurar minha barra na publicidade e a Marcela na arte, a comissão de formatura veio pras poucas horas que me sobram. Já são três anos envolvida com a faculdade, e ter umas preocupações diferentes da ABNT, CNPQ, ETC, me fez um bem danado. Acho que quem leu a novela Sandoval aqui fez uma idéia né. Isso sem contar que o ex-novo-amor eu conheci nessas vintemil reuniões de formatura. Ex, porque tomei a vacina do compromissado ano passado e estou imunizada à eles.
É engraçado né, por mais que a gente levante muros, algumas pessoas/situações são inevitáveis. A gente tende a pensar nisso como algo ruim, como se não houvesse forma de nos defender-mos. Mas Anna Julia e Tchela estão aí, pra provar que coisas boas também podem ser inesperadas.

4 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Que linda declaração de amizade, Maris!
Os amigos são um bem inestimável, uma fonte d esegurança e amor.

Abrace hoje tuas amigas por mim!

Beijo

=)

Blog do Óbvio - Manoel disse...

Maris, isso é que é uma amizade boa de se ter. Vale a pena, né?
Adorei essa postagem. Me fez lembrar que tenho muitos amigos para homenagear e agradecer. A gente acaba esquecendo e só se lembra de quem dá uns "coices" na gente, kkk!
Beijos em homenagem a filosofia das grandes amizades.
Manoel.

Bruninha disse...

QUEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE???????
"se não fosse pela Tchella pra quem eu contaria?"
Ah tah, bruna pra que mesmo néh... já que tá em Irati que se dane, eu arranjo outras..

essa Tchella ai vai se ver comigo!!

*ciumenta, sentimental, possessiva e nas horas livres psicopata!

Maris Morgenstern disse...

eu tbém não vivo sem vc